quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

CÂMARA LEGISLATIVA DERRUBA DECRETO DE REAJUSTE DAS TARIFAS

Por 18 votos, a Câmara Legislativa derrubou o decreto do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) que reajustou as tarifas de transporte público em 25%.

Até deputados da base governista como Juarezão (PSB) votaram a favor do decreto legislativo. O lider do governo, Rodrigo Delmasso não estava na sessão.

Houve seis ausências.

Agora a Câmara Legislativa se prepara para derrubar o corte de R$ 62,8 milhão de Rollemberg ao orçamento da Casa.

CB.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

ESTÁDIO NACIONAL DE BRASÍLIA CAUSA PREJUÍZO

O estádio mais caro da Copa do Mundo de 2014 custou R$ 1,8 bilhão e não tem eventos ou jogos marcados para 2017. Em 2016, foram 68 eventos, que não cobriram os custos de manutenção: prejuízo de R$ 6,7 milhões. Parabéns Agnelo, Parabéns Lula!

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

ROLLEMBERG CORTA R$66 MILHÕES DA CLDF

O governador Rodrigo Rollemberg vetou dez pontos do orçamento da Câmara Legislativa para 2017, com cortes que somam RR$ 66 milhões.  Entre os pontos aprovados pelos distritais e derrubados pelo chefe do Executivo estão R$ 200 mil para diárias, R$ 2 milhões para material de consumo, R$ 550 mil para passagens, R$ 1,2 milhão para serviços de consultoria, além de R$ 7,5 milhões em gastos com equipamentos e R$ 27,1 milhões em serviços terceirizados.

 O presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), conta que havia sido alertado pelo governador sobre a necessidade de vetos no orçamento da Casa, mas ficou surpreso com o valor cortado pelo governador. "Foi mais do que o dobro do previsto, e com cortes em áreas essenciais, que podem parar o funcionamento da Câmara Legislativa", comentou o distrital. Técnicos da Câmara vão se reunir com representantes da Casa Civil para discutir os cortes orçamentários e formas de fazer a recomposição.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

REGUFFE 100%

Em seu primeiro mandato, o senador Reguffe (sem partido-DF) foi o único a comparecer a todas as sessões reservadas a votação em 2016.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

ROLLEMBERG EXONERA VICE-GOVERNADOR

O governador Rodrigo Rollemberg exonerou o vice-governador Renato Santana do cargo de administrador regional de Vicente Pires e expôs a gravidade da crise na cúpula do Palácio do Buriti. A demissão foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (03/01).

A saída de Santana do comando de uma das principais administrações regionais é mais uma demonstração das rixas entre o governador e o vice. O clima já estava muito ruim e se deteriorou depois que Rollemberg decidiu reajustar as passagens de ônibus e de metrô. Renato Santana não poupou críticas ao chefe do Executivo por conta dos aumentos. O governador, que havia viajado de férias com a família, suspendeu o descanso e voltou ao Palácio do Buriti, para não deixar o vice à frente das negociações sobre o transporte público.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

PRESSIONADO, ROLLEMBERG SUSPENDE AS FÉRIAS

A reprovação de deputados distritais e, até mesmo, do vice-governador do DF, Renato Santana (PSD), emitida ontem, durante a solenidade de nomeação da Mesa Diretora do Legislativo local, provocou o cancelamento das férias de Rodrigo Rollemberg. O chefe do Executivo local havia viajado neste domingo para Aracaju (SE) e retornaria ao Palácio do Buriti apenas em 9 de janeiro.

O anúncio do recesso do governador sequer teve tempo de ser publicado no Diário Oficial do DF até a decisão de voltar à capital.  Rollemberg pretende promover uma série de reuniões com agentes políticos para apresentar, novamente, as razões que o levaram a optar pelo reajuste.

JOE VALLE VAI BARRAR AUMENTO

A Mesa Diretora da Câmara Legislativa decidiu, nesta segunda-feira (2/1), agir em relação ao reajuste no valor de passagens de ônibus e do metrô do Distrito Federal. A cúpula da Casa terá uma reunião com o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), na noite de hoje, para solicitar a suspensão temporária do decreto que prevê a revisão tarifária, até que o assunto seja debatido de maneira mais ampla.

 Caso o chefe do Executivo local não acate o pedido, os deputados distritais garantiram a convocação de uma sessão extraordinária, durante o recesso parlamentar, para apresentar um projeto de decreto Legislativo que suste os efeitos da revisão tarifária, anunciada pelo Palácio do Buriti na última sexta-feira.

 O presidente do Legislativo local, Joe Valle (PDT), declarou, ainda, que procurará o Tribunal de Contas do DF (TCDF), nesta segunda-feira, para debater o tema. "Tudo tem que ser planejado e dialogado. Estamos em uma democracia", argumentou o pedetista. Caso a Câmara apresente o projeto de decreto Legislativo, a proposta precisaria de, ao menos, 13 votos favoráveis dos parlamentares para entrar em vigor.

CB.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

CRISTOVAM E AS ELEIÇÕES

   Em entrevista à Rádio Jornal, na manhã desta quarta-feira (21), o senador Cristovam Buarque falou sobre a permanência de Michel Temer na presidência da República, o pedido de recuperação fiscal dos Estados e a Medida Provisória do Ensino Médio, a partir do posicionamento do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O Senador defende eleições diretas já, para 2017.

sábado, 17 de dezembro de 2016

ROLLEMBERG FARÁ MUDANÇAS EM JANEIRO

Passada a disputa pela Presidência da Câmara Legislativa, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) se prepara para a reforma administrativa que deve ser anunciada em meados de janeiro. Os próximos dias serão de avaliação de resultados. Quem não deu conta do recado, deve sair porque 2017 é o ano das respostas à população. Num balanço, até agora, é certo, pelo menos, quem tem aprovação do chefe. O trabalho do secretário de Cultura, Guilherme Reis, é considerado de excelência por Rollemberg. Ele também dá nota altíssima para o secretário de Educação, Jùlio Gregório. A área de regularização fundiária, conduzida por Gilson Paranhos, na Codhab, também é bem avaliada. Saúde ainda é considerada o grande desafio. Rollemberg sabe que há muito a fazer, mas não responsabiliza o titular, Humberto Fonseca, pela demora nos resultados positivos.

CB.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

CLDF AUMENTA IPTU

A última sessão de votação da Câmara Legislativa do Distrito Federal, iniciada ontem e finalizada nesta sexta-feira (16/12), só acabou de madrugada, com a aprovação de mudanças relativas aos cofres públicos e ao bolso do brasiliense: a pauta do colegiado estabeleceu as diretrizes orçamentárias do Executivo local e definiu o quadro de impostos do próximo ano. A deliberação entre os deputados distritais durou pouco mais de 8 horas.

Entre os destaques, os parlamentares determinaram o aumento do Imposto sobre Propriedade Predial Urbana e Territorial (IPTU), que sofrerá um acréscimo de 7,39%, equivalente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) entre outubro de 2015 a setembro de 2016. “A correção é prevista em lei. A Câmara apenas a aplica”, comentou o presidente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças, Agaciel Maia (PR).

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) também sofrerá um reajuste. O tributo, neste caso, segue a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Ainda com relação a esse tributo, os parlamentares estenderam o benefício IPVA Zero até o fim de 2019. Assim, os compradores não precisarão pagar o tributo no primeiro ano de rodagem do veículo. A concessão do benefício, porém, está aliada à majoração do IPVA ao longo dos três anos subsequentes. A alíquota de carros de passeio, que equivale a 3,5% sofre acréscimo de 0,5%. A de motocicletas, a qual totaliza 2,5% tem aumento de 0,25%.

Wasny de Roure (PT), integrante da CEOF, defendeu a aprovação da proposta. “O projeto evita que brasilienses visitem municípios do Entorno para adquirir veículos e deixem lá o ICMS. Além disso, a medida é prevista na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e na LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal)”, explica.

ICMS

O colegiado, em outra vertente, reduziu em 10% os incentivos fiscais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), designado às empresas. Com a medida, o governo espera arrecadar, ao longo dos próximos dois anos, pouco mais de R$120 milhões. A lei entra em vigor em até 90 dias após a promulgação no Diário Oficial do DF.

Os contribuintes que não cumprirem a norma por três meses, subsequentes ou não, terão o incentivo fiscal cassado pelo prazo de um ano. O líder do governo na Câmara, Rodrigo Delmasso (Podemos), explicou que a medida é embasada por um acordo entre o setor produtivo e a Secretaria de Fazenda e garantiu que o valor será revertido no financiamento de indústrias locais.

CB.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

JOE VALLE É O NOVO PRESIDENTE DA CLDF

Joe Valle (PDT) novo presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

Vice-Presidente: Wellington Luiz (PMDB), Primeira Secretária Sandra Farad (SD), Segundo Secretário: Robério Negreiros (PSDB), Terceiro Secretário: Raimundo Ribeiro (PPS).

Boa sorte!

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

PRÊMIO ENGENHO DE JORNALISMO

Hoje(13/12) serão revelados os vencedores em oito categorias da informação. As escolhas foram feitas por um júri de notáveis, formado pelos ministros da Transparência, Torquato Jardim, do TCU Augusto Nardes, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Márcio de Freitas, pelo presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, pelo conselheiro da Embaixada de Portugal, João Pignatellli, por Ana Lúcia Guimarães, da Unesco, e por Daniella Goulart, representante acadêmica, do IESB.

Vou conferir!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

IZALCI CONVOCA PARLAMENTARES

O dep.Federal Izalci/PSDB-DF, fez um apelo nesta quarta no plenário da Câmara, para os deputados votarem a Reforma do Ensino Médio MP 746.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

BANCADA DO DF RACHADA

Após a repercussão negativa dos brasilienses com a aprovação de um projeto distorcido do original, seis dos oito deputados federais do DF vieram a público para se explicar sobre a votação do pacote anticorrupção na madrugada desta quarta-feira (30/11). O principal ponto comentado por eles foi a polêmica aprovação de sanções a juízes e promotores por abuso de autoridade. Esse ponto foi incluído no texto original na calada da noite.

Metade dos parlamentares da capital votou favoravelmente à proposta: Erika Kokay (PT), Laerte Bessa (PR), Alberto Fraga (DEM) e Rôney Nemer (PP). Os demais — Rogério Rosso (PSD), Ronaldo Fonseca (Pros), Augusto Carvalho (SD) e Izalci Lucas (PSDB) — se manifestaram contrários ao tema, encarado como uma tentativa de frear ações como a Operação Lava Jato.

VITÓRIA NO SENADO

Uma vitória muito importante agora aqui no Senado. Estou aqui no plenário e acabamos de derrotar o grupo de senadores que queria votar hoje o absurdo e inaceitável projeto aprovado na madrugada de ontem na Câmara dos Deputados e que desfigura o projeto das 10 medidas contra a corrupção, projeto de iniciativa popular que teve a assinatura de mais de 2 milhões de brasileiros. Foram 44 votos contrários à urgência do projeto, 14 favoráveis e uma abstenção. Foi uma vitória da mobilização da sociedade brasileira. Repito o que disse mais cedo: esse país não pode ser o país da impunidade!

Senador REGUFFE

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

HERANÇA MALDITA DE AGNELO

O consórcio privado que construiu o novo Centro Administrativo do Distrito Federal, entre Taguatinga e Ceilândia, enviou uma carta ao governo do DF pedindo o cancelamento do contrato, avaliado em R$ 6 bilhões. O valor inclui os gastos de construção e a manutenção do complexo de prédios por 22 anos. Até esta quinta (10), o Palácio do Buriti ainda não tinha se decidido sobre o fim do contrato.

Se a proposta for aceita, o consórcio Centrad, formado pelas empresas Via Engenharia e Odebrecht, entrega o prédio e se livra das obrigações de manutenção. Em nota, as empresas afirmam que "todo o investimento no complexo foi feito pela Centrad e o governo ainda não realizou nenhum pagamento ao parceiro privado". Com a rescisão, o governo não teria que fazer esses pagamentos ao consórcio, mas assumiria a própria dívida contraída junto aos bancos. Além disso, teria que encontrar uma nova forma de gerenciamento dos prédios.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

ROLLEMBERG PROCESSA LAERTE BESSA

Após ser chamado de “maconheiro”, “safado”, “bandido”, “frouxo” e “cagão”, Rodrigo Rollemberg (PSB) entrou com uma queixa-crime contra o deputado federal Laerte Bessa (PR-DF). Na ação, apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), o governador acusa o parlamentar de ter praticado crimes de injúria e difamação durante discurso no plenário da Câmara em 17 de outubro.

Quem assina a ação é Gabriella Rollemberg, filha do socialista. “Queremos o reconhecimento de que o deputado ultrapassou as prerrogativas parlamentares no momento em que ofendeu o governador Rodrigo Rollemberg. A atitude dele nada tem a ver com o mandato de deputado e, caso seja condenado, pode até perdê-lo”, disse a advogada ao Metrópoles. Gabriela afirmou ainda que, na próxima semana, entrará com ação por danos morais.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

BESSA É RECONDUZIDO NO MPDFT

O procurador-geral de Justiça do DF, Leonardo Bessa, foi reconduzido a mais dois anos à frente do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

O ato de nomeação, assinado pelo presidente Michel Temer, está publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Bessa foi o primeiro colocado da lista tríplice eleita pelos colegas. Teve 250 votos.

Também integravam a lista os prommotores de Justiça Dênio Augusto de Oliveira que teve 171 votos e Nardel Lucas da Silva, com 94.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

BRASÍLIA TERÁ MARCA TURÍSTICA

A exemplo de Amsterdã, Berlim, São Paulo e Florianópolis, a partir do próximo ano, Brasília terá uma marca turística. A capital de 56 anos passará a ser conhecida por um único símbolo. A intenção é fomentar as atrações locais e apresentar a identidade local a fim de atrair mais visitantes.