terça-feira, 15 de abril de 2014

PDT PROVA ALIANÇA COM PSB

Direção da legenda autoriza união com o Senador, pré- candidato ao Palácio do Buriti.

Reguffe, no entanto, magoado com o tratamento dado a aliados, já não sabe mais se vai concorrer nas próximas eleições.

A seguir mais um capítulo desta emocionante novela.

domingo, 13 de abril de 2014

CRIME PASSIONAL

O senador Cristovam Buarque/PDT não gostou de saber da decisão de Reguffe pelos jornais. Birrento como sempre, condenou a atitude do companheiro de partido.

Cristovam queria conduzir o processo. Com isso, a ameaça agora é do Senador se lançar candidato ao Palácio do Buriti.

A manobra seria um desastre.
Se vier a acontecer o prejuizo será contabilizado nas campanhas de Agnelo e Rolemberg.

E será uma ajuda e tanto para Arruda.

A raiva também vai marcar as eleições do DF.

EXPRESSO DF SUL REDUZ TEMPO DE ESPERA

O expresso DF Sul transportou uma média de 1.200  pessageiros por dia em sua primeira semana de operação branca, sem cobrança de passagem. O tempo de espera entre um ônibus e outro foi encurtado de em 10 minutos.

Na plena operação, que ainda não tem data para comecar, serão 62 coletivos articulados e 32 não-articulados.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

STJ CONFIRMA SENTENÇA CONTRA LUIS ESTEVÃO

Prisão do ex-senador, condenado a 31 anos no caso do TRT de São Paulo, só depende da expedição da ordem de prisão pela justiça Federal. Justiça deve recorrer ao Supremo.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

JORNALISMO

Em ano eleitoral tudo pode, até mesmo questões inimáginaveis no passado.

O empresário Paulo Octávio apresenta nesta terça em um dos seus hotéis, o 1° prêmio PaulOOctávio de jornalismo.

CARRETAS

A população do DF ganhou mais um modelo de atendimento médico itinerante. A carreta oftalmológica, entregue neste fim de semana, realiza, por dia, 800 consultas e 250 cirurgias de catarata.

Aqui vamos fazer a cirurgia de catarata de pessoas que estão a anos esperando, principalmente os idosos. Afirmou, o governador Agnelo Queiroz.

CASUÍSMO

Esquentou de vez a briga pela disputa as Buriti. O governador Agnelo Queiroz e o ex- governador Arruda respondem a ações no Tribunal de Justica do DF e no Supremo Tribunal de Justiça, mas são candidatos, mesmo com ameaças de decisões judiciais extemporâneas.

CASUÍSMO

Esquentou de vez a briga pela disputa as Buriti. O governador Agnelo Queiroz e o ex- governador Arruda respondem a ações no Tribunal de Justica do DF e no Supremo Tribunal de Justiça, mas são candidatos, mesmo com ameaças de decisões judiciais extemporâneas.

terça-feira, 1 de abril de 2014

TRANSPORTE DE QUALIDADE

Brasília e o entorno precisam parar de crescer, até que a população seja descentemente atendida.

Os passageiros passam horas esperando condução que, quando passa, vem abartotada de gente.

Os horários e as distâncias da cidade requerem uma gestão mais criativa, adaptando os carros à necessidade do povo.

Os protestos na BR-040 foi uma amostra da insatisfação.

segunda-feira, 31 de março de 2014

POSSE

Fábio Carvalho tomará posse hoje a frente d a nova diretoria do Sindiatacadista. A solenidade será às 20:00h, no Dom Francisco da ASBAC.

sexta-feira, 28 de março de 2014

TEMPO DE TV DEFINIRÁ ELEIÇÕES NO DF

Com a confirmação da aliança já comentada há algum tempo, entre Arruda e família Roriz, o momento agora será de atração a partidos indefinidos e dos possíveis dissidentes da aliança com PT. Sem aparição pública exposta na mídia, Arruda começa a se movimentar para tentar por em prática sua ambição em retornar ao GDF, ou mesmo alcançar seus objetivos.

Sabe-se que tem em sua frente um enorme tabuleiro de xadrez e se der movimentos errados certamente receberá um xeque-mate. O que muitos não sabem é que Arruda e Roriz precisam de mais partidos para poder construir uma ampla aliança para ter um bom tempo de TV, que significará usar parte dele para defesa e o restante para novas propostas. O que Arruda tem agora são pouco mais de 3 minutos, 1,16 minutos do PR, 0,52 do PTB e prováveis 1,00 com PRTB, PMN e sobras. Agnelo tem hoje 17 partidos em sua base, que lhe renderá tempo suficiente para desconstruir o que Arruda e sua equipe apresentarão. Para se ter uma ideia disso, PSD de Rogério Rosso e Solidariedade de Augusto Carvalho tem juntos quase 5 minutos. PDT de Cristovam tem 42 segundos. A outra aliança composta por PSDB, Pitiman, Izalci ou Márcio Machado, com PPS de Eliana Pedrosa e DEM de Fraga tem juntos quase 4 minutos. O P-Sol com Toninho e os outros dois partidos sempre aliados não chegam a 50 segundos. Portanto é importante informar que neste jogo de xadrez, as peças podem ser movidas ou substituídas com vistas ao tempo de TV, avaliações de pesquisas e processos judiciais.

Quem até o momento está rindo a toa é o atual governo, que vê uma chapa juridicamente complicada, na outra um Senador isolado, PDT e PSD indefinidos e o PSDB perdendo tempo com a falta de união partidária interna. Se continuar dessa forma a estratégia de W.O. tão comentada nos bastidores petistas será dada como certa. Viva as vaidades e superegos da oposição, que pelo visto ficará mais 4 anos olhando Agnelo conduzir o GDF. Agnelo é um cara de sorte.

terça-feira, 25 de março de 2014

DF PODE TER DUAS NOVAS CIDADES

Em pronunciamento nesta segunda-feira (24), dois dias depois da celebração do Dia Mundial da Água, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) acusou o governo do Distrito Federal de atender a interesses financeiros e apoiar a aprovação de projeto que permite a criação de duas novas cidades, em áreas sensíveis de proteção ambiental, onde há nascentes de rios que abastecem a região de Brasília. Uma das cidades pode ter cerca de 900 mil moradores, população maior que a de nove capitais. E, além de causar danos ao meio ambiente, esse empreendimento pode, segundo o senador, piorar a qualidade de vida da população e o trânsito no Distrito Federal.

Rodrigo Rollemberg lembrou que Brasília vai sediar o Fórum Mundial da Água, em 2018, e, por isso, não entende que, mesmo recebendo um evento desse porte, o governo continue apoiando a ocupação irregular do solo, que compromete a qualidade da água no Distrito Federal. - O governo terá que explicar muito bem como tem coragem de fazer essa proposta claramente insustentável. Vai ter que demonstrar a capacidade de oferecer área potável e como vai coletar e tratar esgoto para tanta gente na área urbana. É evidente o risco de enfrentarmos aqui a mesma crise que afeta hoje o sistema Cantareira, em São Paulo - afirmou Rollemberg.

DF PODE TER DUAS NOVAS CIDADES

Em pronunciamento nesta segunda-feira (24), dois dias depois da celebração do Dia Mundial da Água, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) acusou o governo do Distrito Federal de atender a interesses financeiros e apoiar a aprovação de projeto que permite a criação de duas novas cidades, em áreas sensíveis de proteção ambiental, onde há nascentes de rios que abastecem a região de Brasília. Uma das cidades pode ter cerca de 900 mil moradores, população maior que a de nove capitais. E, além de causar danos ao meio ambiente, esse empreendimento pode, segundo o senador, piorar a qualidade de vida da população e o trânsito no Distrito Federal.

Rodrigo Rollemberg lembrou que Brasília vai sediar o Fórum Mundial da Água, em 2018, e, por isso, não entende que, mesmo recebendo um evento desse porte, o governo continue apoiando a ocupação irregular do solo, que compromete a qualidade da água no Distrito Federal. - O governo terá que explicar muito bem como tem coragem de fazer essa proposta claramente insustentável. Vai ter que demonstrar a capacidade de oferecer área potável e como vai coletar e tratar esgoto para tanta gente na área urbana. É evidente o risco de enfrentarmos aqui a mesma crise que afeta hoje o sistema Cantareira, em São Paulo - afirmou Rollemberg.

segunda-feira, 24 de março de 2014

PIONEIROS DE BRASÍLIA

O governador Agnelo Queiroz e o Vice Filipelli, finalizaram uma história de 50 anos de espera e entregaram para um grupo de pioneiros 22 escrituras em um ato simbólico na Vila Planalto.

Aproximadamente 1,2 mil famílias serão beneficiadas pelo programa Regularizou é Seu!

A entrega das escrituras aos primeiros moradores de Brasília assentados na Vila, trata se de resgate e justiça. Se não reconhecemos nossa história, não podemos reconhecer nosso presente e muito menos, poderemos reconhecer nosso futuro, afirmou o governador Agnelo Queiroz.

terça-feira, 18 de março de 2014

SECRETÁRIO BATENDO UM BOLÃO

O secretário de Esporte Júlio César Anda mesmo com a bola toda, no domingo na metropolitana onde todo o staff do governo estava reunido na inauguração de um complexo esportivo, o governador Agnelo Queiroz presente ao evento rolou a bola para o Secretário, um, dois, três...10 balãozinhos Júlio César fez, para delírio e aplausos da platéia e do próprio governador.

Além de bater um bolão no comando da Secretaria de Esporte, com inúmeros projetos,  Júlio César tem demonstrado abilidades também nos gramados do DF.

SOLUÇÃO

A federalização da educação básica é assunto discutido por parlamentares. A proposta do Senador Cristovam Buarque é que a população decida em plebiscito. O relator da matéria, senador Pedro Taques, disse em entrevista que a matéria é corajosa e positiva.

quarta-feira, 12 de março de 2014

MEMÓRIA

Maria Elisa lança hoje livro que conta hábitos simples do pai, como o de levar sempre o casaco quando saía de casa par a andar de frescão, um coletivo do Rio de Janeiro.

INDÚSTRIA

O empresariado de Brasília está mobilizado em torno da sucessão na Feferação das Industrias de Brasília. Depois de 12 anos à frente da entidade, Antônio Rocha deixará o cargo em Setembro. Em maio será aberto o processo eleitoral, com dois candidatos: o atual Vice presidente, José Luis Dias e o empresário Júlio César Peres, presidente do Sindicato do Sinduscon.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

PALANQUE

Ainda não se conhece o desenho das candidaturas ao governo do Distrito Federal. Também é uma incógnita a posição a ser assumida, tanto a nível nacional, quanto no quadro brasiliense, pelo PDT. Mas já se sabe em que palanque deverão subir as duas principais lideranças locais do partido. Tudo indica que tanto o senador Cristovam Buarque quanto o deputado federal José Antônio Reguffe estarão com o governador Eduardo Campos, do PSB. Ambos estiveram na festa em que Campos e a senadora Marina Silva lançaram as diretrizes para seu programa de governo. Cristovam reúne-se frequentemente com Eduardo Campos, pernambucano como ele, e costuma elogiar as posições do governador. Reguffe é a principal referência de Marina, que defende sua candidatura a governador do DF.

RORIZ QUER VOLTAR

Ex-governador do Distrito Federal por quatro vezes, Joaquim Roriz avisou aos amigos e à família que vai mesmo concorrer ao governo de Brasília em outubro. Após uma longa reunião na sua casa que demorou toda a tarde desta terça-feira, Roriz encomendou uma nova pesquisa qualitativa para saber, no detalhe, suas chances. Ele marcou para fevereiro uma série de visitas às várias cidades do entorno de Brasília. A decisão de concorrer foi tomada depois que Roriz recebeu vários pareceres otimistas de juristas que viram boas chances de o ex-senador escapar da Lei da Ficha Limpa em processo que responde no STJ. Em julho de 2007 Roriz renunciou ao mandato de Senador para não ser cassado. 


Ele foi acuado de quebra de decoro após a divulgação de conversas telefônicas que o mostraram negociando a partilha de R$ 2,2 milhões com o então presidente do Banco de Brasília, Tarcísio Franklin de Moura, e o envolvimento do empresário Nenê Constantino, então presidente da Gol. Roriz filiou-se ao PRTB, partido dominado pelo empresário Luiz Estevão, condenado no caso do fórum trabalhista de São Paulo e primeiro senador cassado de Brasília. Roriz carrega pesquisa que lhe dá 30% da preferência do eleitorado.